6 Minutos de Leitura

Sabemos que ter uma rotina diária de skincare — com limpeza, hidratação e proteção facial — é super importante e não deve ser negligenciada. Esses cuidados garantem que nossa derme se mantenha saudável, bonita e radiante, além de prevenir diversos problemas como acne, manchas e até condições mais sérias.

Mas além dos cuidados diários, existem momentos em que nossa pele pede uma manutenção mais intensa para eliminar quaisquer impurezas que uma limpeza caseira pode não alcançar. É aí que entra a limpeza de pele profunda: uma série de processos qualificados que removem completamente a sujeira em nossos poros.

Para te ajudar a entender mais sobre o assunto, preparamos este guia completo explicando o que é esse tipo de limpeza, seus benefícios e quais as etapas envolvidas no procedimento. Continue a leitura e fique por dentro!

O que é a limpeza de pele profunda?

A limpeza de pele profunda é um procedimento estético que tem como finalidade a remoção de impurezas presentes na pele facial. Por isso, ao realizá-lo, é possível remover comedões (cravos), eliminar células mortas e desobstruir poros.

Para ser realizada corretamente, essa limpeza deve ser feita por dermatologistas ou esteticistas. Isso garante um procedimento seguro, em um ambiente higiênico, com instrumentos e produtos adequados que não causem danos ou agravem quaisquer manchas e problemas já presentes na pele.

Qual a diferença entre a limpeza de pele profunda e a comum?

Diferente da limpeza de pele profunda que um profissional deve sempre realizar, você pode incluir a limpeza de pele comum na sua rotina de cuidados diários realizados em casa. Ambas podem fazer parte do cronograma de skincare para trazer melhorias a curto e longo prazo para a saúde e aparência da derme.

Outra diferença é que você pode realizar a limpeza de pele comum utilizando dermocosméticos facilmente encontrados em farmácias e mercados. Os mais utilizados são sabonetes específicos para o tipo de pele, esponjas esfoliantes e água micelar — da qual, aliás, já falamos aqui no blog.

Quais os benefícios da limpeza de pele profunda?

Fazer uma limpeza de pele profunda de forma periódica pode trazer inúmeros benefícios para a saúde da sua derme. Então, confira as principais vantagens de aderir a esse procedimento:

  • Remove comedões abertos e fechados eficientemente;
  • Elimina células mortas da pele e promove a renovação celular;
  • Previne a obstrução dos poros por impurezas que causam acne;
  • Melhora a textura da pele, que fica mais uniforme devido às etapas de esfoliação e hidratação;
  • Potencializa a capacidade da pele de absorver hidratação e ativos de dermocosméticos aplicados diariamente;
  • Uniformiza a tonalidade da pele, deixando-a com um aspecto mais jovem e saudável.

Quem pode fazer a limpeza de pele profunda?

Por ser um procedimento eficiente na eliminação de cravos e espinhas, a limpeza de pele profunda é muito indicada para pessoas que possuem maior tendência a ter acne — a chamada pele acneica. No entanto, é possível realizá-la em todos os tipos de pele, com pequenas adaptações de produtos para pele oleosa, seca ou mista.

As únicas contra-indicações desse tipo de limpeza são nos casos de feridas, procedimentos estéticos recentes (como o peeling) e herpes ativa. Porém, em qualquer uma dessas situações o procedimento pode agravar a aparência da derme e até mesmo causar lesões permanentes.

Como a limpeza de pele profunda é feita?

A limpeza de pele profunda é feita em algumas etapas que devem ser seguidas em uma ordem específica. Confira os detalhes de cada uma:

1. Limpeza

A primeira etapa da limpeza consiste em aplicar uma loção para remover maquiagem, oleosidade e resquícios de sujeira superficiais. Então, o profissional deve realizar a limpeza com o uso de luvas, espalhando o produto com uma gaze em movimentos circulares por todo o rosto.

2. Abertura dos poros

A abertura dos poros é uma etapa importante para a limpeza. Para estimular essa dilatação, é necessário aplicar vapor de ozônio ou de água, já que o calor ajuda a amolecer a pele. O processo deve durar entre 5 e 10 minutos, dependendo da dificuldade de dilatação dos poros no rosto da pessoa que recebe o tratamento.

3. Esfoliação

Com os poros abertos, a próxima etapa é a esfoliação. Durante essa fase, as camadas de células mortas são totalmente removidas do rosto. É importante ressaltar que não é necessário — nem indicado — esfoliar a pele agressivamente, pois o produto esfoliante faz seu trabalho apenas com leves movimentos circulares durante sua aplicação.

Após a esfoliação, o rosto deve ser enxaguado, removendo quaisquer grânulos do produto esfoliante. Assim, a pele estará pronta para a próxima etapa.

4. Remoção dos cravos

A equipe profissional realiza essa etapa manualmente, que tem duração média de 30 minutos. Com os poros abertos e a pele esfoliada, o dermatologista ou esteticista utiliza um extrator de cravos e gaze umedecida em loção antisséptica para remover os comedões. O profissional normalmente inicia o procedimento na zona T (testa, nariz e queixo) e, em seguida, realiza a limpeza nas bochechas.

5. Aplicação de máscara calmante

Principalmente devido ao processo de remoção de cravos, a pele do rosto pode ficar irritada durante sua limpeza profunda. Por isso, o profissional deve aplicar uma máscara calmante na face por cerca de 10 minutos. É imprescindível escolher um produto adequado ao seu tipo de pele, para não atrapalhar o processo de limpeza.

6. Hidratação e aplicação de filtro solar

Após a máscara calmante, a última etapa da limpeza é a hidratação e aplicação de protetor solar, que deve ter fator de proteção 30FPS ou maior. Enquanto o hidratante serve como uma finalização e recuperação da derme após tantos processos, o filtro solar ajuda a prevenir o surgimento de manchas nos dias que seguem o tratamento.

Aliás, proteger a pele contra os raios de sol deve ser parte da rotina diária de skincare. Fizemos um post sobre os melhores protetores solares para cada tipo de pele. Confira o conteúdo e encontre o melhor produto para você!

Qual a frequência com que posso fazer a limpeza de pele profunda?

A frequência com que se realiza o tratamento de limpeza profunda de pele pode variar conforme alguns fatores, como o nível de oleosidade, quantidade de cravos e espinhas, e o tipo de pele, seja ela seca, oleosa ou mista. De modo geral, você deve repetir o procedimento a cada 40 dias, sempre com acompanhamento de um dermatologista ou esteticista.

Gostou das nossas dicas? Por aqui, estamos sempre trazendo conteúdos que te ajudam a manter uma rotina de cuidados com seu corpo. Se você deseja continuar aprendendo sobre cuidados com a pele em todos os momentos e fases da vida, confira nosso post sobre skincare para pele madura, com 5 cuidados infalíveis para este tipo de pele.

Continue nos acompanhando para ficar por dentro dos melhores skincares e rotinas que trazem bem-estar. Até a próxima!

4.7/5 - (Total de avaliações: 3)