É quase inevitável: quando o calor vai embora, a pele do corpo fica ressecada. E o frio nem precisa ser muito rigoroso para a mudança ocorrer. Se existe uma propensão para o ressecamento, basta a temperatura cair um pouco para os primeiros problemas – aparência esbranquiçada, sensação de desconforto, vermelhidão, repuxamento – começarem a aparecer. Confira como manter a pele hidratada no inverno.

A combinação entre clima frio, baixa umidade do ar e vento intenso provoca perda de água e diminuição de oleosidade. Resultado: a proteção natural da epiderme fica comprometida. Junte os banhos mais longos e mais quentes e a preguiça de passar hidratante e… adeus luminosidade e toque macio.

1. Como mantera pele hidratada no inverno: fique atenta no banho

Sim, é delicioso aquecer corpo e alma embaixo do chuveiro. Mas a água quente remove a oleosidade, que já anda escassa, e isso acentua o desequilíbrio na superfície da pele. Mantenha a temperatura regulada no morno e, na hora de ensaboar, aplique sabonete somente nas áreas onde há suor e odor: pescoço, axilas, costas, genitais, virilhas e pés. Escolher bem o produto que você usa também é importante. Prefira uma variação que limpe com delicadeza e que, de preferência, inclua ativos emolientes – eles fazem a formulação ficar ainda mais suave e adequada para este momento do ano.

2. Não dispense a hidratação

Para evitar passar frio, você abandona o ritual de aplicar creme? Não deve! Para driblar o dilema, invista em uma maneira mais simples de manter a em dia: adotar um hidratante in shower, cosmético específico para ser utilizado, como o próprio nome diz, no chuveiro. Sua fórmula é estrategicamente elaborada para os ativos hidratantes aderirem à pele molhada. Use para massagear o corpo limpo e úmido e enxágue o excesso na sequência. Pronto: depois de sair do box, é só se enxugar e colocar a roupa.

Vale lembrar que esse tipo de produto não costuma ter uma ação tão intensiva quanto um creme ou loção hidratante tradicionais, que continuam sendo necessários quando o ressecamento é acentuado. Mas, mesmo nesse caso, ele tem o seu papel. Entre não passar nada e aplicar um hidratante in shower, pode ter certeza de que, ao optar pela segunda alternativa, você vai sofrer menos com a irritação e o desconforto.

3. Escolha os ativos certos para manter a pele hidratada no inverno

Ureia e glicerina, dois clássicos, são muito úteis na hora de hidratar uma pele desvitalizada. As Ceramidas e o Ácido Hialurônico (ativo tendência em formulações para o corpo) têm o benefício de ser altamente compatíveis com o nosso organismo; por isso, também esbanjam eficiência. Óleos e manteigas vegetais variados – de semente de uva, de rosa mosqueta, de karité, de manga, de amêndoas doces –, assim como pantenol e vitamina E, apresentam função emoliente e ajudam a recuperar a maciez. E o Aloe Vera é benéfico quando o ressecamento está associado a uma irritação. Cremes e loções que incluem componentes dessa lista sempre garantem bons resultados.

4. Reveja o tipo de formulação

Sim, é possível obter uma hidratação intensa utilizando loções leves – o jeito de formular produtos evoluiu tanto que hoje é possível agregar ativos poderosos a consistências muito delicadas. Apesar disso, os cremes mais densos e viscosos podem trazer conforto extra nesta época do ano. Fez de tudo e a pele continua reclamando? Vale fazer a troca.

Para finalizar: quem tem dermatite atópica ou eczema – desordens que provocam vermelhidão, inflamação e até rompimentos e lesões – precisa ser ainda mais cuidadosa, pois este é um período em que elas tendem a se acentuar. Siga todos os cuidados anteriores e faça um acompanhamento regular com o dermatologista. É o jeito mais seguro de atravessar o inverno com a pele íntegra e saudável.

Confira nossa matéria sobre tipos de protetor solar e lembre-se,
é muito importante proteger a pele, mesmo no frio.